terça-feira, 20 de julho de 2010

Certas previsões

Depois de descumprir dois ‘deadlines’ impostos pelo sócio majoritário do blog (menino Gari) para eu postar algo além dos meus 2 posts, vim falar besteira também, rapaziada. Oba! Para a tristeza do chefe Gari, não vou tratar de assuntos polêmicos que causem discussões homéricas, brigas, rixas entre blogs... pra isso a gente tem o chefe, o menino tem um discurso afiado!

Vou continuar minha linha ZEN de posts, como os anteriores. Viva a diversidade! Quero falar dessa vez sobre algo que adoro, bem zen...TEORIA ESTATÍSTICA. Oba, debate estatístico!


Queria fazer neste post uma pequena revisão sobre algo que muito economista ‘pulou’ na graduação: neguim dormiu na hora da matéria, ou matou aula, ou ficou até tarde da noite fazendo tipo o 8º relatório de econometria no dia anterior e não tinha o menor saco pra prestar atenção, ou a aula era numa quarta-feira pós terça fatídica.... (eu era o neguim que odiava estatística na época) enfim, sei que muito economista não deve lembrar necas de PROBIT, mas estatística tá em alta hoje, todo mundo tá usando, é bom relembrar!


Pra macacada que não é economista, estatístico ou qualquer ser estranho afim, o PROBIT parte do seguinte princípio: vários acontecimentos independentes entre si influenciam na probabilidade de ocorrer determinado fato. Vou usar um exemplo hipotético envolvendo nosso amigo Bela pra ilustrar o caso: ‘o fato do bela ser meio desligado’, junto ‘da vontade alta de chegar em casa logo ao sair de uma aula de econometria’, combinado com ‘uma oferta recebida de carona para a casa dele’ resultam numa ‘elevadíssima chance de ele esquecer que veio de carro para a faculdade e aceitar a carona’ (Ah, e lembrar-se do carro depois de chegar em casa)... Sacaram?! Todos esses fatores contribuem pra chance de ficar só o carro dele no estacionamento da Fafich às 23h (bem parecido com aquele jogo, resta um). Pois bem, no PROBIT a idéia é essa, só que lá você coloca números para representar todos os acontecimentos (mania de economista neoclássico!) e esse modelinho estatístico te dá quanto cada acontecimento contribui na chance de certo fato se consumar.

Meio confuso?! Bom... acho que quem já carregou o pesado do livro do Wooldridge lembrou algumas coisas. Aquele livro com um título ingrato, ‘Introdução à Econometria’ ... poxa vida! Livro tem 684 páginas e tem INTRODUÇÃO no título?! Enquanto isso, semana passada fui a uma livraria do centro e havia um livro chamado ‘Tudo sobre administração’, 232 páginas... que jóia!


Bom, desabafos à parte, vamos à parte prática. Se não tem aplicação prática, pra que serve a teoria? (pergunta também cabe aos neoclássicos radicais, como o Gontijão, que vivem num mundo ao lado do mundo dos comunistas de boteco). Vejo muitíssima aplicação prática em experiências próprias, nas quais a combinação de eventos resultava em elevadíssima probabilidade de.....errr...digamos ‘Merda!’

Abraço com pulo + Aniversário 80 anos + Vó + Estalo na coluna = 83%

Fim de festa + Virar cerveja no bico + Continuar a beber no LaGreppia = 75%

Bicicleta + Curva + Areia = 100%

Garrafa de vinho + Uirá capetinha + Jogos de futebol americano recentemente assistidos = 100%

Insolação + Fanta Uva pra coleguinha + Boate Aobra (antes do ar condicionado) = 100%

Monografia + 4 páginas de referências bibliográficas não-formatadas + último dia de entrega = 79%

Cerveja + Virar Vodka da coleguinha + Dança do quadrado recentemente assistida = 100%

Irmã + Tio + Artigo aprovado + Abraço com pulo = 65%

Poker + Montilla + última refeição às 14h = 100%

Pessoas recém terminadas de namoro = 97,8%

Cantil de cachaça + festas em SP = 91%

Amiga desorientada + Festa + encontrar amigos dessa amiga = 88%

Postar sobre probit = 80%



Estatísticas previsíveis, PROBIT mental simples. Era só dizer não.


Acha que isso tudo é merda demais pra uma vida só? A mão na sua cara!

PS: me inspirei nas idéias da minha querida amiga Mari Vasconcellos, aquela, sabe?

9 comentários:

Gari disse...

Modes,

1) Quem quer causar polêmica é agitador marxista. Eu escrevo sobre coisas que eu realmente acredito, acho certo, e procuro argumentar. A mão na sua cara!

2) Sou homem, não fico com medo de desagradar ninguém nos posts. Não me bateu direito no seu post? A mão na sua cara!

3) Aguarde o próximo post, o Giannetti falando sobre o ensino da economia atualmente. Acho que ele preferiria que a gente dormisse nas aulas de estatística (ou não). Ele vai dar a mão na sua cara!

4) Após esse "passatempo" no melhor estilo Gil Brother, parabéns pelo post, pensei que nunca fosse sair. Gostei do livro de adm, da aula de estatística e do seu 1o post direito. Mas pra vc não ficar se achando (te conheço, sei que vc é pouco humilde), a mão na sua cara mais uma vez!

Bjos

Modes disse...

véio, que chefe exigente! a idéia do gianetti é uma boa. podemos postar até juntos

quem mais pode contribui com probits de 'merda' recentes?

tem um outro meio non-sense digno de nota:
whisky em recife + praia de tubarões + espírito mineiro + manga + hall do hotel de madrugada = 79%

. disse...

E o pior é que o senhor deixou o texto incrivelmente mais engraçado, irreverente e inteligente. A MÃO NA SUA CARA! haha!

;) Beijo!

claudinha disse...

Fim de festa + Virar cerveja no bico + Continuar a beber no LaGreppia = 75%

faltou o + esquecer a coleguinha em casa!

Dentão disse...

Na verdade faltou o "pegar carona com uma amigo bebado do bela" e um "viajar de carona com a tia de uma amiga", aí o resultado seria 100%.

Modes disse...

realmente... se somar tudo isso, a estatística de merda dá uns 97%, mas pro dentão, nesse dia, tenho certeza que foi 112% (seja isso possível ou nao). ahuhua

João Victor disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blog.
Gari disse...

Comentário excluído por conter menção a pessoas inexistentes...

Transcrito abaixo:

"O GARI ta parecendo o Nelson Rubens, Leão Lobo, Neto e demais pessoas polêmicas da tv brasileira! Sempre atrás de uma opinião exacerbada e um comentário frio. Perseguição contra os marxistas? Não gosta do Hugo Chavez? Apoia o Dunga e o Luis Fabiano?
A mão na sua cara!

ps: pq eu nao sou colaborador nessa budega?

João Victor"

Gari disse...

João,

Depois de um comentário desse você ainda pergunta por que não é colaborador?